LUANA DE OLIVEIRA – 8 meses, esse foi o tempo que passei em madrid

LUANA DE OLIVEIRA – 8 meses, esse foi o tempo que passei em madrid

Tudo começou quando conheci uma pessoa, me encantei, me apaixonei e nos tornamos namorados. Nós dois somos da mesma cidade.

Bom, ele já tinha morado em Madrid durante 10 anos, casou com uma Espanhola e tem um filho com ela. A história é que o casamento não deu mais certo e ele voltou para o Brasil.

Bom…

Ele sempre falou muito bem da Espanha. Do custo de vida, da segurança, das belezas, de tudo. E o Nosso namoro estava fluindo muito bem,  e então começamos a falar sobre vir embora e construir a nossa família aqui. Primeiro nós dois, e depois trazer minha filha , o filho dele Brasileiro e minha sogra. Pra mim que sempre quis ter uma família, era a felicidade e um sonho que iria se realizar.

Eu tinha uma vida até bem tranquila, mas o sonho de construir a minha família ao lado do cara que eu estava me fez largar tudo…

E é aí que começa minha história e caminho de alguns percalços.

Ele que sempre mostrava toda a experiência de Madrid, falou sobre valores do que íamos gastar aqui. Aluguel, alimentação, transporte, e algumas outras coisas. Fiz o cálculo de quanto íamos gastar em 2 meses (isso mesmo, só 2 meses) mesmo porquê sempre falou que quando chegasse já iria ter trabalho, porque tinha contatos e tudo aqui, então não íamos ter dificuldade. E ainda planejava que se ganhasse 1200€ eu não iria precisar trabalhar tão cedo. E eu acreditei…

Chegamos em um mês de pouca demanda de trabalho no ramo dele, e os contatos que tanto falava que tinha, na verdade não tinha, o trabalho que já estava certo , não estava.  O que trouxemos pra 2 meses, bem, ele não lembrava que existia a fiança, então, os 2 meses de aluguel se transformaram em 1 mês.

Antes de vir, vendi carro, minha família me deu uma grana e compramos as passagens, minha sorte é que a passagem foi tirada no nome da mãe dele, se não até isso eu estaria pagando até hoje.

Vim sem conhecer ninguém, confiando no homem que estava comigo. Ledo engano…

Em uma semana ele se mostrou quem realmente era. Grosso, estúpido, individualista, egoísta, frio…e muito mais… E põe mais nisso.

Queria que eu esquecesse do Brasil porque dizia que lá fedia a bosta. Não queria que eu falasse de nada de lá. Não queria que eu fizesse amizades com Brasileiros aqui. Dizia pra eu voar já que estava aqui. Que eu era hipócrita, que só tinha me aproximado dele pra vir pra cá. Começou a cobrar de mim valor de aluguel, que ia pagar o mês que estávamos  e que o outro mês eu tinha que pagar, e olha que o dinheiro que trouxemos era meu, ele entrou aqui com zero euro. E tantas outras coisas que engoli calada…como a falta de carinho, porque eu ia fazer e ele não queria, dava um empurrãozinho de leve na minha mão…a falta até de um «boa noite», pois ele deitava e me dava as costas….sem falar a falta de sexo, que já não existia mais…

A noite fazia algo pra ele comer  e comia sozinho. Mas o almoço dele estava lá pronto, todos os dias…

Eu aguentei tanta coisa calada….

Sim, calada. Eu não tinha pra onde ir, não tinha dinheiro… Não queria preocupar minha família…

Um certo dia falei pra conversarmos, porque o silêncio dele me angustiava, que eu estava triste com tudo isso. Perguntei se ele achava melhor acabar, e ele mas que rapidamente disse: – «é melhor mesmo», e essa foi a resposta.

Me vi sem saber o que fazer…sozinha, em outro país, sem dinheiro…

(A fiança ia ser devolvida e falei pra ele que precisava do meu dinheiro de volta, já que ele trabalhava ,tem DNI, e eu não tinha nada. Más ele se negou a me devolver, alegando que tinha que refazer a vida dele. E eu? Não tinha que refazer a minha?)

Mas Deus nunca abandona os seus não é mesmo?

E é a partir daí que começa minha outra fase em Madrid. E que fase…

Um anjo , uma Brasileira ,que conheci atravéz do face,me deu abrigo na casa dela. Pagou meu taxi para que eu pudesse levar minhas coisas pra lá. Na primeira noite não dormi direito, chorei muito. Mas pedi a Deus proteção na nova jornada da minha vida.

Bom, eu tinha que me virar, já que não queria voltar.

Atravez de indicação dos grupos de WhatsApp conheci uma pessoa e fui trabalhar com ela, cuidando do filho de 6 anos a noite, para que ela fosse trabalhar. E logo em seguida fui morar na casa de um Brasileiro casado com uma Hondurenha ,sem pagar aluguel durante 2 meses, em troca de cuidar da casa e cozinhar.  Pronto, estava feliz. Um trabalho, um quarto, e as coisas se resolvendo. Ufa!!

E lá vai mais outro tombo. Com menos de um mês o Brasileiro diz que vai se mudar pra um Pueblo e que tenho que deixar a habitação. E com um mês de trabalho cuidando do menino a mãe me dispensa e diz que irá me pagar uns dias depois. Ai,estou  eu, sem trabalho e sem lugar pra morar. Imagina minha cabeça…

Ao comentar do meu problema com uma amiga, ela me pede autorização pra colocar em um grupo de whatsapp sobre eu estar precisando de ajuda.

E outro anjo, outra Brasileira, veio me salvar. Que pediu pra outro anjo amigo, um Brasileiro, me abrigar na casa dele. E lá fui eu ser abrigada novamente na casa de outra pessoa. E sem trabalho… Vivendo de favor, comendo porque ele me dava comida, e dizia que na casa dele ninguém passa fome. Esse cara é de um coração enorme.

Ele até me indicou pra um trabalho, eu ia poder pagar aluguel, viver normal, amém…

Bom, comecei a trabalhar, estava tranquila até saber que o local  ia fechar as portas… e lá estou eu de novo sem trabalho, mas com local pra morar.

Esse mesmo anjo me arranjou outro trabalho, mas sinceramente, eu já não estava mais feliz aqui, eu já não conseguia mais sorrir….

E foi a partir disso tudo, da falta de alegria ,que decidi voltar pra minha cidade. E ao decidir isso eu tinha que falar com minha família, já que não ia ter condições de comprar minha passagem de volta e ainda ter despesas com aluguel.

E é ai que entra outro anjo, outra Brasileira, em minha vida. Que disse que eu podia ficar na casa dela, sem pagar aluguel, pra que eu não tivesse despesa até ir embora.

Hoje estou prestes a voltar, feliz da vida. Sorrindo. Sonhando que já estou la. Louca pra voltar.

Agradeço a Deus por TUDO E TODOS que ele colocou no meu caminho.

Sempre me pergunto, o que seria de mim sem esses anjos?

E como sou grata a Deus por tantos anjos em minha vida…

Digo e repito.

Tudo que aconteceu na minha vida foram baseadas nas escolhas que fiz, seja elas boas ou más. Eu não me arrependo de ter vindo, só referia alguns planos. Tudo que vivi aqui foi único e grandioso, mesmo passando o que passei, porque só eu sei da minha história, e cada um tem a sua…

P.S.: ¹ Eu não sei mais do cara que eu vim com ele, bloqueei ele de todas as redes sociais e whatsapp. O que já me informaram é que voltou com a Espanhola. O que era de se esperar.

² A pessoa que me contratou pra cuidar do filho nunca me pagou até hoje. Só diz que vai pagar e nunca pagou. Isso desde novembro de 2017.

³ Meus anjos tem nome e endereço. Moram no meu coração pra sempre, mas prefiro não citar nomes.

⁴ Tive vários anjos que direta ou indiretamente me ajudaram. Seja com palavras, seja com abraço, seja com pequenos gestos. Amigos que vou levar pra vida toda.

Tatiane Cristina

Tatiane Cristina

Sou uma Brasileira apaixonada por Espanha, residente desde 2008, passei muitas dificuldades neste país desde que cheguei e hoje me sinto apta para contar um pouco de tudo o que sei e aprendi vivendo aqui sozinha sem nenhum apoio de amigos e familiares por perto. Espero que eu possa ajudar com muitas informações aos que estão pensando em vir morar, estudar, passear, trabalhar ou até se aposentar na Espanha! Se você tem o desejo de conhecer como é viver neste país, espero poder te contar um pouquinho. Seja bem vindo!

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *